sexta-feira, 16 de agosto de 2013

COMO POSSO ....


Como posso te enxergar, se estou cada vez mais cego de amor por ti.

Como posso te compreender,

se tudo aquilo que eu compreendia se desfez perante o meu amor por você.

Como posso te julgar Cigana,

sem antes me julgar quando deixei de dizer por muitas vezes que te amo.

Há somente algo de verdade que eu possa falar.

Que sem você eu não existo,

eu apenas vivo por viver Cigana Cigana tu entre todas as Ciganas e a unica que me deixa seu cheiro de rosas.

(ANJO  DE OGUM)